segunda-feira, 24 de maio de 2010

.:: Fava mineira ::.

Olá meus amigos, como vão todos?


A receita de hoje é um prato típio das Minas Gerais e também do inverno rigoroso de Poços de Caldas.
Trago boas lembranças desta comida que faço com tanto carinho e conquista a todos, inclusive os que nunca haviam experimentado, como uma amiga da minha filha, paulistana, que num fim de semana passado em casa, experimentou a comida no almoço e quando voltou da balada, às 5h da manhã, fez questão de esquentar o que tinha sobrado e mandar ver.
Algumas amigas dela da imprensa também não podem me ver que perguntam: Quando você vai fazer a fava, dona Elza?
E aindas o pessoal do grupo em que participo Programação de Reeducação Alimentar e Tratamento da Obesidade (Prato) que sempre pergunta quando vou cozinhar a fava.
É um prato mineiro e as que cozinhei hoje foram plantadas por mim e pelo meu marido, no quintal de casa. Neste ano a "safra" foi pequena, mas deu para o almoço de hoje.
Desta vez inovei, e além do acompanhamento tradicional que é o arroz branco bem soltinho, fiz uma couve, também cultivada no quintal, bem fresquinha e cortada em tirinhas fininhas. Ficou uma maravilha, mas, vamos aos ingredientes e preparo !
Ingredientes:
- 1 litro de favas frescas compradas na feira (ou cultivadas no quintal) - Se forem favas secas, elas são encontradas no Mercado.
- 2 linguiças calabresa
- 1 paio
- 1 kg de costelinha de porco
- bacon a gosto
- óleo, sal e temperos a gosto
Preparo:
- Para o caso de favas secas, deixar de molho da noite para o dia. Se forem frescas, basta lavar bastante.
- Afervente a fava
- Jogue a água fora por três vezes (isso ajuda a tirar o gosto amargo tradicional das favas)
- Refogue a costelinha com o tempero e o sal, deixe aferventar um pouco, separada da fava
- Coloque a fava para cozinhar
- Junte a linguiça calabresa, o bacn e o paio cortados em pedaços pequenos
- Cozinhe por meia hora
- Quando a costelinha estiver sequinha e fritando na gordura, junte à fava e se precisar, acrescente água
- Cozinhe por mais um tempo até o caldo engrossar e os grãos ficarem macios
- Frite o tempero que desejar no óleo e jogue por cima
- Deixe tomar um gosto
- Sirva em seguida
Dica: Sempre sirvo a fava com arroz branco e desta vez, experimentei a couve. Fica um prato interessante.
Para os vegetarianos, a fava pode ser cozida individualmente, sem os pedaços de carne. Os grãos também são muito saborosos.
Outra dica é ferver a fava por três vezes, trocando a água, sempre quente. Isso evita o gosto amargo que nem todos gostam.
-

4 comentários:

  1. Essa receita não é boa... É ÓTIMA!!! Eu posso dizer com convicção porque sou uma das "amigas da imprensa" que me deliciei com essa maravilha. Estou com água na boca só de lembrar... Façam, experimentem, se apaixonem e depois entoaremos em coro um viva ao pecado da gula.

    ResponderExcluir
  2. Nossa que é issooooooooo


    Curto muito fava...

    ResponderExcluir
  3. Elza, essa tua cozinha-blog é uma verdadeira delícia... e ainda tem dicas pra quem é vegetariano como eu... Maravilha. Um beijo. Delma

    ResponderExcluir
  4. Caramba! Que delícia, comprei fava fresquinha, ainda meio verde e esta receita é igual à que minha saudosa Mãe fazia. Aqui no interior de MG é muito comum este tipo de prato delicioso. Obrigado pela receita.

    ResponderExcluir